Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

TV e Séries

Live-action de “Os Padrinhos Mágicos” ganha data de estreia

Spin-off ficará disponível no catálogo do Paramount+ em 2022

Live-action de "Os Padrinhos Mágicos" ganha data de estreia
Live-action de "Os Padrinhos Mágicos" ganha data de estreia. (Divulgação/Nickelodeon)

Finalmente sabemos quando o live-action de “Os Padrinhos Mágicos” vai chegar no catálogo do Paramount+: março de 2022. É isso aí! A informação foi divulgada pelo showrunner da série, Christopher J. Nowak, que fez uma publicação no Instagram, nesta segunda-feira, 8, posando ao lado do elenco.

A princípio, não sabemos se as gravações, que iniciaram em julho deste ano, já acabaram, mas pelo tom da legenda de Nowak, parece que sim. “Essas pessoas. Eu nunca experienciei um elenco, equipe técnica e roteiristas se unir desse jeito. Essa temporada foi uma alegria tremenda. Nós conseguimos um feito bem difícil. Mal posso esperar para ver vocês no Paramount+ em março”, escreveu na publicação.

A série irá ao ar pela Paramount+ e deve seguir uma prima de Timmy Turner, a Viv. Além disso, teremos seu meio-irmão Roy Ragland e a volta dos famosos padrinhos, Cosmo e Wanda.

A princípio, os nomes já confirmados no live-action são: Audrey Grace Marshal, de “Nosso Último Verão”, como a personagem principal; Tyler Wladis; Laura Bell Bundy, de “Jumanji”; Ryan-James Hatanaka, de “Minha Babá é Uma Vampira”; e Imogen Cohen. Ainda, teremos o retorno dos dubladores originais de Cosmo e Wanda, Susanne Blakeslee e Daran Norris.

Garrett Clayton entra para o elenco do live-action

Garrett Clayton, ator de “Teen Beach Movie”, revelou que agora faz parte do elenco o live-action de “Os Padrinhos Mágicos”. O astro confirmou a informação através de uma publicação no Instagram com o script do projeto.

“Estou tão animado por finalmente poder dizer o QUANTO ESTOU ANIMADO por fazer parte da nova série live-action de ‘Os Padrinhos Mágicos’”, escreveu, na legenda. “Repetir isso o tempo todo tem sido uma alegria absoluta e eu realmente não poderia estar mais orgulhoso”, ele continuou. “Minha infância GRITA para que eu faça parte disso”, conclui.