Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

TV e Séries

Juliette revela que se existisse o Botão da Desistência no BBB21, teria apertado

A campeã ainda contou que assistiu todo o BBB21: “Eu era muito chata”

Juliette revela que se existisse o Botão da Desistência no BBB21, teria apertado
Juliette revela que se existisse o Botão da Desistência no BBB21, teria apertado (Reprodução/YouTube)

A grande campeã do BBB21, Juliette, participou do podcast com Virgínia e Camila Loures e é claro que assunto relacionado ao “Big Brother Brasil” não poderia faltar!

Durante o papo, ela contou que assistiu ao reality de 2021 inteiro e fez algumas análises sobre sua participação: “Eu assisti tudo o que passou na TV, no ao vivo. Foi uma loucura! Fiquei pensando: ‘Meu Deus, como eu gritava!’. Eu era muito chata”.

Ainda no assunto BBB21, Juliette contou como se sentiu na primeira semana na casa, uma vez que isto foi fator decisivo de como o público a viu:

“Na primeira semana eu fui engolida. Eu teria saído com certeza. Todo mundo me falava isso, ou você me ama ou pega ranço, e depois que você me conhece você entendeu meu jeito, olhares, expressões, brincadeiras”.

E a trajetória da advogada não foi fácil no reality, então Virgínia perguntou se ela pensou em desistir: “Se tivesse o botão lá, eu teria apertado”, contou a campeã.

Além disso, Juliette revelou ter participado três vezes de entrevistas para entrar no reality e uma delas foi bem engraçado por conta da mãe. A futura campeã estava na Bahia para a entrevista e, junto com a mãe, no hotel, a avisou que voltaria só de noite. Mas, a dona Fátima ficou preocupada e foi a procura da filha. A paraibana estava na entrevista e um segurança interrompeu, avisando que a mãe estava a procurando. Por fim, ela não conseguiu entrar naquele ano.

Comparações com Eslovênia

Por fim, as apresentadores do “PodCats” perguntaram sobre o BBB22, em que a Ju disse que está assistindo. As três fizeram breves análises sobre os participantes e a edição em geral. Então, a paraibana acabou falando sobre as comparações com Eslovênia:

É um estereótipo. Entendo que pelo sotaque, mas aí tem uma pitadinha de rotular, por causa da região. Mas com um tempinho isso cai por terra, a personalidade fala”

Vale lembrar que estas comparações aconteceram dentro e fora da casa.