Fale conosco

O que vc está procurando?

Revista Atrevida

TV e Séries

Jacob Elordi fala sobre seu personagem em “Euphoria” e dispara: “Ele é um sociopata, uma aberração”

jacob-elordi-fala-sobre-seu-personagem-em-“euphoria”-e-dispara:-“ele-e-um-sociopata,-uma-aberracao”

O ator contou que, durante as audições, não sabia qual proporção Nate tomaria na série e se surpreendeu

“Euphoria”, série de grande sucesso foi lançada em junho de 2019 e renovada em julho, um mês depois. A segunda temporada será lançada no segundo semestre de 2021 e, na continuação, teremos a volta de alguns personagens, entre eles Nate, interpretado por Jacob Elordi.

+++LEIA MAIS: Tudo o que já sabemos sobre a segunda temporada de “Euphoria”

Porém, o ator deixa claro seu desgosto pelo seu personagem, já que Nate, além de ser machista, também é tóxico, abusivo, muito controlador e se mostra cada vez pior. Em entrevista à W Magazine, Elordi contou que, durante as audições, não fazia ideia do rumo que seu personagem tomaria.

Para ele, Nate era apenas mais um adolescente do colegial com esse perfil. “Honestamente, a primeira coisa que li foram os lados da audição, e ele era realmente apenas um colegial machista. Ele era abusivo, bebia e gritava com as pessoas e balançava o peito. Eu não tinha ideia do alcance ou da profundidade que estava por vir”, disse.

+++LEIA MAIS: Atriz de “Euphoria” revela ser a maior fã de BTS, em publicação no Instagram; vem ver!

Por mais que interprete o personagem muito bem, fez inúmeras críticas e xingamentos, porque não é uma tarefa fácil: “Ele é um terrorista emocional, um narcisista, um sociopata, uma aberração. Todas essas coisas”. E não é?

Vale lembrar que Zendaya também enfrentou algumas dificuldades com a sua personagem. Em entrevista à GQ, Sam Levinson, criador da série e amigo da atriz, falou dos desafios da jovem de trabalhar no drama adolescente e de interpretar a protagonista, Rue. Segundo ele, ela lutou para ser emocionalmente vulnerável em cena.

+++LEIA MAIS: Zendaya afirma que gravar “Euphoria” não foi tarefa fácil; entenda!

“Sendo 100% honesto, quando começamos a trabalhar juntos em Euphoria, a coisa com que ela mais lutou foi se dar permissão para ser emocionalmente vulnerável em uma cena. Eu não a culpo por isso. Quando você chega ao nível em que ela está em sua carreira, precisa simultaneamente ter uma pele dura como indivíduo e ao mesmo tempo ser emocionalmente aberta como atriz”, disse.