Fale conosco

O que vc está procurando?

Revista Atrevida

TV e Séries

“Fate: A Saga Winx” apresenta versão contemporânea das fadas que fizeram sucesso em animação

“fate:-a-saga-winx”-apresenta-versao-contemporanea-das-fadas-que-fizeram-sucesso-em-animacao

Adaptação da Netflix foge das roupas coloridas, mas continua mostrando a juventude dos seres mágicos

A Netflix pegou o público de surpresa no final de 2020 ao anunciar a adaptação da famosa animação “Clube das Winx”. Com um teaser dando detalhes de como seria a série, chamada “Fate: A Saga Winx”, muitos fãs das personagens ficaram desapontados com a ausência de similaridade entre as produções.

No entanto, apesar das fadas não usarem roupas tão coloridas como no desenho, a série continua seguindo a essência da animação de 2004. São fadas, jovens, tentando controlar seus poderes enquanto atualizam os stories do Instagram.

O Clube das Winx é um grande sucesso, com ótimos personagens e histórias complexas. Em Fate: A Saga Winx, quisemos aproveitar esse mundo, mas introduzindo novos elementos, personagens e histórias para um público um pouco mais velho, tanto as pessoas que cresceram com o desenho animado quanto as que nunca o viram, mas gostam de histórias mais realistas. Sempre fui muito fã de fantasia, e contar essas histórias de uma forma que o público possa se identificar foi o que mais me motivou a trabalhar com Fate“, conta Brian Young, showrunner da série, em comunicado oficial.

 

+++LEIA MAIS: Protagonista de “Sex Education”, Asa Butterfield dá detalhes sobre 3ª temporada

Protagonizada por Abigail Cowen, de “O Mundo Sombrio da Sabrina”, a trama apresenta várias características que amamos há muito tempo: uma escola com seres mágicos, intriga, romance, drama e muito, muito mistério – algo semelhante ao que a própria série sobre a bruxa Sabrina Spellman, que chegou ao fim há algumas semanas, entregou ao público.

O enredo acompanha a chegada de Bloom (Cowen) em Alfea, um colégio interno mágico localizado no Outro Mundo, um universo que se opõe ao Primeiro Mundo, que é o que vivemos. A escola em questão não deixa de usar elementos do mundo “normal”: os alunos estão inseridos em uma realidade contemporânea, ou seja, usam redes sociais e estão sempre se comunicando por mensagens. 

Ao chegar no colégio, Bloom conhece as fadas que vão te acompanhar em sua jornada para descobrir mais sobre seus poderes. São elas: Stella (Hannah van der Westhuysen), Aisha (Precious Mustapha), Musa (Elisha Applebaum) e Terra (Elliot Salt).

+++LEIA MAIS: “Lupin”, nova série francesa da Netflix, deve superar audiência de “Bridgerton” e “O Gambito da Rainha”

Ainda, a chegada de Bloom em Alfea abre uma espécie de portal para acontecimentos misteriosos e, com a ajuda das Winx, ela vai precisar desvendar o porque ela é uma fada e como parar os Queimados, grande inimigo da história. 

Já no início da série, o espectador será levado para uma narrativa intrigante, daquelas que te prende do começo ao fim e, ao final de um episódio, você já quer ver outro. É uma pedida perfeita para quem curte séries que mostram o universo jovem com uma pegada diferente – neste caso, com muita magia.

+++LEIA MAIS: “Bridgerton” é renovada para uma segunda temporada pela Netflix

“Fate: A Saga Winx” já está disponível no catálogo da Netflix.