Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

TV e Séries

BBB22: Maria faz as pazes com Arthur Aguiar após Paredão

A permanecia de Arthur não era novidade para quem estava fora, mas já para quem está dentro da casa…

BBB22: Maria faz as pazes com Arthur Aguiar após Paredão
BBB22: Maria faz as pazes com Arthur Aguiar após Paredão (Divulgação/Globo)

Esta madrugada os brothers do BBB22 estão tentando absorver o resultado do último Paredão em que Naiara Azevedo saiu, enquanto Arthur Aguiar e Douglas Silva continuaram na disputa.

Durante o discurso, Tadeu Schmidt disse que o ator não chegou nem perto de sair e deixou a casa em completo silêncio, incluindo Jade Picon, que o indicou, como Maria, que estava tendo problemas com Arthur Aguiar desde muito tempo.

Teorizando

O quarto Lollipop tava cheio. Bárbara, Laís, Vinicius, Eliezer, Brunna, Maria e Eslovênia discutiram sobre a permanência de Arthur e o discurso importante do apresentador:

“Ele foi bem direto, você não chegou nem perto. Isso é bom pra parar esse negócio de ‘ah, ele tá jogando’”, começou a gaúcha. “Depois eu conversei com ele e ele deixou claro que a intenção dele não era ameaçar. Ele me explicou e tem muito problema de comunicação e interpretação aqui de mensagem. Ele falou que tava na reta o tempo todo e ninguém deu espaço”, comenta Eli.

“Eu acho que o que o Tadeu quis dizer com não chegar nem perto de sair é que não é o jogo, não é tu combinar voto, ter estratégia. Não é isso, é tu não se comprometer com o jogo. Ele talvez deixou as relações de lado essa semana mas ele quis muito ficar. Correu atrás de pessoas que nem tinha tanta intimidade para se salvar”, teoriza Bárbara.

Maria acredita também ter entendido o discurso: “Eu tô achando que é o nosso que tá na reta lá fora. Sinceramente”. Eslovênia também da sua opinião: “Acho que o povo não entendeu Jade, viu? Acho que o povo não achou legal ela ter colocado o Arthur.”

Enquanto isso, Lucas estava na área externa da casa e falou sobre Jade Picon e Arthur: “Se ele ganhar o Líder já indica ela”. Jade também acredita que irá ao Paredão caso Arthur for o Líder.

Desespero?

Tiago, Pedro, Arthur e Douglas conversam na área externa da casa.

“Deixa eu te falar uma parada? Tem uma galera desesperada ali”, começa Pedro Scooby. “Acho que as pessoas tão reconhecendo lá fora…”

“Isso oscilou, uma hora você tava na frente, outra ela. Então tem gente que não concorda com você lá fora. Você não pode ir ao paredão”, analisa Tiago sobre DG.

Arthur faz sua análise sobre os outros participantes: “As pessoas estavam me julgando por uma coisa que nem sabiam, só ouviram falar.” Entretanto, ele acha que não está garantido: “Eu garanti mais uma semana e eu vou fazer de tudo pra que essa semana seja melhor do que a que passou, e assim vai”.

Já na academia, Douglas e Scooby já sabem que se Arthur for líder: “Muita gente com o brioco na mão”.

Jessilane conversa com Arthur

A professora acredita que o rumor sobre o ator começou com ela e por isso foi conversar com ele.

“Acho que foi um conjunto de coisa. Foram várias responsabilidades. Foi eu ter me fechado, foi o fato de eu ter falado, foi o fato das pessoas terem pego o que você falou e não terem ido atrás pra entender”, começa Arthur.

“Eu falei que eu me senti pressionada. Você chegou, sugeriu que a gente poderia ser votado e aquela fala me atingiu. Esse sentimento de culpa que eu tô é que duas vezes na mesma semana de falar e ser ingênua e não saber o que eu posso ou não falar ou com quem eu posso não falar é algo que pode me atrapalhar aqui dentro”, responde Jessi que depois começou a chorar e continuou desabafando. Mais tarde, Tiago Abravanel aconselhou Jessi pensar com quem vai expor suas ideias.

Maria e Arthur

Maria começou dizendo que ainda estava bonita para fazer um VT e então foi conversar com Arthur, brother com quem teve mais atritos na casa.

“Minha intenção não era usar o ao vivo pra criar uma parada que não existia, entendeu? Eu acho que ontem foi criada uma situação que não existiu, e a galera me bateu por uma parada que não aconteceu. Só que era tanta gente falando a mesma coisa, que não adiantava eu falar”, lembra o carioca sobre o Jogo da Discórdia.

“No primeiro jogo da discórdia, eu me senti atacada por você. Principalmente no intervalo porque eu cheguei a duvidar das minhas próprias palavras pela forma como você me trouxe a nossa conversa. Eu tentei pontuar exatamente a frase como você tinha dito e eu senti que você estava distorcendo as minhas palavras como se no fundo eu estivesse me afastando propositalmente pra votar em você”, responde Maria.

“Você pode não acreditar, mas eles não falam de voto comigo. Eu tentei falar com eles e eles: ‘Ah não. Vamos falar de outra coisa’. Eu ia falar de jogo com quem se meus amigos não falam? E a única pessoa que eu falei foi a Jessi”, continua o ator.

Por fim, Maria responde: “Em nenhum momento quis virar a cara pra você, mas vi que você tomou essa atitude e fui recíproca. No jogo da discórdia, vi como uma estratégia sua pra descobrir meu voto. Já entrei agressiva porque me vi provocada. Tenho essa tendência a ser agressiva”. Ambos continuaram conversando até que ao final, deram um abraço.