Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

TV e Séries

BBB21: Após se tornar Líder, Caio já decidiu quem vai mandar ao paredão

O goiano levou a melhor na última prova do líder e Fiuk já está na berlinda

Caio vence prova do líder
Caio vence prova do líder (Reprodução/Globo)

Caio recebeu o colar do líder na última quinta-feira (8) ao vencer uma disputa acirrada no “BBB21”. Ele foi para a final da prova com Arthur, mas acabou levando a melhor. Ainda, a disputa no “Big Brother Brasil” também já colocou uma pessoa no paredão: Fiuk.

Com a vitória, Caio garantiu sua vaga nos top 9 finalistas da edição e ainda tem a missão de colocar um brother na berlinda. E parece que ele já tem um nome em mente.

Durante a prova para vencer a liderança, Caio precisou escolher uma pessoa para disputar a “Final do Mal” – que resultava em uma indicação direta ao paredão. Enquanto Arthur escolheu Fiuk, o goiano escolheu a influenciadora Camilla de Lucas.

Ela acabou se salvando do paredão naquele momento, o que colocou o cantor na berlinda. No entanto, Caio não deve parar por aí e a influenciadora pode ser sua indicada ao paredão do próximo domingo.

Decisão do líder

Logo depois da prova, o líder Caio teve uma conversa com Thaís e Viih Tube e revelou sua decisão para esta semana no BBB21. “Quem é a única pessoa que me colocaria de cara se fosse líder? É ela“, disse Caio sobre Camilla.

“Acho que é ela mesmo”, concordou Viih Tube “Não tem jeito”, reafirmou o líder. Caso a opinião do brother não mude até a formação do paredão, Camilla de Lucas vai precisar disputar a preferência do público contra Fiuk e o mais votado da casa.

Antes, Caio já havia dito que não gostaria de votar na influenciadora, mas neste momento do jogo, não tinha mais para onde fugir. “Eu falei pro Gil que não queria votar nela, mas vou votar em quem? Vou votar em quem eu tenho afinidade desde o começo do jogo? Ela vai votar em quem tem afinidade? Nós dois só nos aproximamos agora, infelizmente. Não rolou briga ou problema, mas não tinha rolado afinidade ainda“, explicou.