Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Livros

Conheça 5 livros de ficção científica se você gostou do filme “Duna”

Gênero literário vem ganhando destaque em novas adaptações cinematográficas

Conheça 5 livros de ficção científica se você gostou do filme "Duna"
Conheça 5 livros de ficção científica se você gostou do filme "Duna" (Foto: Divulgação/Intrínseca)

Por Yasmin Altaras

Realidades paralelas, viagens espaciais, mundos envoltos em muita tecnologia e ciência, além de distopias que prometem te deixar todo arrepiado com tantas aventuras. Essas são algumas características que definem um gênero narrativo em ascensão nas últimas décadas: a ficção científica!

Então, se você, assim como eu, amou a adaptação de “Duna” para as telonas, então é a hora de investir o tempo livre em leituras de obras de ficção científica.

Pensando nisso, e no vasto horizonte de opções, a Atrevida reuniu aqui uma lista com 5 indicações de leitura para você entrar de cabeça nesse gênero literário. Então, bora conferir?

1. Expiração, de Ted Chiang

O livro reúne nove contos, sendo dois inéditos e sete deles publicados em diferentes mídias entre 2005 e 2015. O texto traz a alarmante mensagem de uma civilização mais avançada que nós e já extinta, cujos habitantes usam cilindros de ar no lugar de pulmões. Eles acreditavam que, dessa forma, viveriam para sempre, até que um cientista resolveu investigar a si mesmo e fez uma descoberta fascinante.

Dessa forma, os dois contos inéditos – Ônfalo e A ânsia é a vertigem da liberdade – estão nas últimas páginas. O primeiro relata a história contada em forma de prece por uma arqueóloga em um mundo onde a ciência e a religião se complementam. Já o texto final da coletânea apresenta um gadget que permite contato com versões diferentes de nós mesmos, que fizeram outras escolhas durante a vida e estão, agora, vivendo as consequências desses caminhos em uma linha do tempo diferente..

2. Descender: Lua Mecânica (VOL. 2), de Jeff Lemire e Dustin Nguyen

Fenômeno de público e crítica, a saga “Descender” teve seu primeiro volume lançado em 2019. Assim, a série já teve seus direitos audiovisuais adquiridos pela Sony Pictures e pela NBCUniversal International Studios. No primeiro volume, conhecemos Tim-21, um jovem androide que desperta depois de um sono de dez anos e descobre que é o ser mais procurado do universo. Assim, apesar de sua aparência humana, ele ainda é um robô. E em seu código pode haver informações sobre robôs gigantes que no passado comandaram um extermínio em massa e se tornaram arqui-inimigos dos comandantes da galáxia.

Dessa forma, nesse segundo volume, que reúne os fascículos de 7 a 11 da série, Tim-21 continua tentando sobreviver em um universo que deseja aniquilá-lo, onde os robôs foram considerados uma ameaça e caçadores de recompensa estão por perto. E ele, que é um alvo muito valioso, nunca está em segurança, precisa sempre ficar atento para a fuga. Nessa jornada, conhece um androide similar a ele e que talvez ajude a desvendar o mistério do massacre, e chega a um novo planeta surpreendente que pode ser o que tanto procura: um lar. Mas será que o lugar é mesmo seguro?

3. Duna (Graphic novel), de Frank Herbert, Brian Herbert, Kevin J. Anderson, Raúl Allén e Patricia Martín

Lançado originalmente em 1965, “Duna” se tornou um marco da ficção científica moderna. Escrita por Frank Herbert, a série literária foi referência para clássicos como “Star Wars” e soma mais de 20 milhões de exemplares vendidos. Assim, com uma narrativa pujante, que une fantasia, aventura, política e religião, a saga continua atual e até hoje serve de inspiração para muitos autores.

Aliás, dá uma olhadinha na capa da graphic novel:

A história se passa num futuro distante, numa sociedade feudal interestelar, na qual a casa Atreides, liderada pelo duque Leto, se prepara para uma jornada. O destino é o planeta desértico de Arrakis, também conhecido como “Duna”, um lugar cercado de mistérios e perigos, a única fonte da substância mais valiosa do cosmos. Assim, o duque precisará se aliar aos nativos, os fremen, se quiser impedir que a casa Harkonnen assuma o controle do planeta. É lá também que seu filho, Paul, conhecerá seu destino. O jovem pode ser a chave para um plano traçado há séculos e uma peça importante no jogo de poderes do império.

Aliás, vale lembrar que a obra é adaptada com maestria por Brian Herbert, filho do autor, e por Kevin J. Anderson, este primeiro volume conta com as cores vibrantes das artes de Raúl Allén e Patricia Martín.

4. Matéria Escura, de Blake Crouch

E se a realidade em que vivemos for apenas uma entre infinitas outras? E se universos paralelos guardassem agora os resultados das escolhas que nunca fizemos? Jason Dessen, o protagonista de “Matéria Escura”, estava justamente estudando o conceito de multiverso quando sua namorada ficou grávida. Ao optar pela vida em família, ele deixou para trás a possibilidade de uma renomada carreira de físico. Mas, quinze anos depois, quando acorda imerso em uma vida que não é a dele, Dessen precisará lidar com as consequências da pesquisa que abandonou no passado.

No mundo paralelo em que de repente é jogado, Jason nunca se casou nem teve filhos. A carreira de físico, por outro lado, lhe trouxe fama e reconhecimento. Sem saber se vive um sonho ou a realidade, o protagonista vai atrás de respostas e se depara com questões assustadoras, tanto sobre a experiência pela qual está passando quanto sobre a própria identidade. Assim, com uma trama dinâmica e emocionante, mas também bastante intimista, o thriller de ficção científica de Blake Crouch impõe aos leitores uma pergunta crucial: estamos felizes com a vida que temos?

5. Recursão, de Blake Crouch

E se um dia memórias vívidas de coisas que nunca aconteceram se infiltrassem em sua mente, pintando em tons de cinza todas as suas certezas? Dessa forma, é dessa premissa que Blake Crouch parte em “Recursão”. Aliás, a obra, que questiona os limites e o poder do tempo e da memória, é tão impactante que já teve os direitos de adaptação audiovisual adquiridos pela Netflix, que produzirá um filme e uma série baseados no livro, ambos a cargo de Shonda Rhimes, responsável pelos sucessos “Grey’s Anatomy” e “How to Get Away With Murder”.

Em 2018, Barry Sutton, um policial de Nova York, é acionado para intervir em uma tentativa de suicídio. Dessa forma, ele se depara com uma mulher que sofre da Síndrome da Falsa Memória, uma doença misteriosa que planta na cabeça de suas vítimas lembranças de vidas que elas nunca tiveram, levando seus portadores à loucura.

Em 2007, a neurocientista Helena Smith está desenvolvendo uma tecnologia para a cura do Alzheimer. Isso até que inesperadamente um milionário se oferece para financiar sua pesquisa. Contudo, o que parecia a grande chance de sua vida acaba sendo o estopim de eventos catastróficos. Assim, quando os caminhos de Barry e Helena se cruzam não lhes resta outra opção: terão que se unir para sobreviver e salvar a humanidade de um cenário de caos sem precedentes.

Então, curtiram as indicações? 🙂