Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Na Real

5 indicações de leitura de arrepiar para curtir o Halloween

Livros de suspense, terror e sobrenatural prometem muito para você curtir o Dia das Bruxas da melhor maneira possível!

5 indicações de leitura de arrepiar para curtir o Halloween
5 indicações de leitura de arrepiar para curtir o Halloween (Foto: Divulgação/Editora Record)

Por Yasmin Altaras

O Halloween, ou melhor conhecido por aqui como Dia das Bruxas, está chegando no próximo dia 31 de outubro, e nada melhor do que se divertir na data mais arrepiante do ano fazendo coisas temáticas e de realmente botar aquele medinho, não é mesmo?

Pensando nisso, nós aqui da Atrevida fizemos uma lista com 5 indicações de livros para você curtir esse Halloween da melhor maneira possível. Então bora conferir essas sugestões de arrepiar?

1. Um de nós está mentindo, de Karen McManus

Numa tarde de segunda-feira, cinco estudantes do colégio Bayview entram na sala de detenção: Bronwyn, a gênia, comprometida a estudar em Yale, nunca quebra as regras. Addy, a bela, a perfeita definição da princesa do baile de primavera. Nate, o criminoso, já em liberdade condicional por tráfico de drogas. Cooper, o atleta, astro do time de beisebol. E Simon, o pária, criador do mais famoso app de fofocas da escola.

Contudo, Simon não consegue ir embora. Antes do fim da detenção, ele está morto. E, de acordo com os investigadores, a sua morte não foi acidental. Na segunda, ele morreu. Mas na terça, planejava postar fofocas bem quentes sobre os companheiros de detenção. O que faz os quatro serem suspeitos do seu assassinato. Ou são eles as vítimas perfeitas de um assassino que continua à solta?

Todo mundo tem segredos, certo? O que realmente importa é até onde você iria para proteger os seus.

2. Verity, de Colleen Hoover

Verity Crawford é a autora best-seller por trás de uma série de sucesso. Ela está no auge de sua carreira, aclamada pela crítica e pelo público. No entanto, um súbito e terrível acidente acaba interrompendo suas atividades, deixando-a sem condições de concluir a história… E é nessa complexa circunstância que surge Lowen Ashleigh, uma escritora à beira da falência convidada a escrever, sob um pseudônimo, os três livros restantes da já consolidada série.

Para que consiga entender melhor o processo criativo de Verity com relação aos livros publicados e, ainda, tentar descobrir seus possíveis planos para os próximos, Lowen decide passar alguns dias na casa dos Crawford, imersa no caótico escritório de Verity – e, lá, encontra uma espécie de autobiografia onde a escritora narra os fatos acontecidos desde o dia em que conhece Jeremy, seu marido, até os instantes imediatamente anteriores a seu acidente – incluindo sua perspectiva sobre as tragédias ocorridas às filhas do casal.

Quanto mais o tempo passa, mais Lowen se percebe envolvida em uma confusa rede de mentiras e segredos, e, lentamente, adquire sua própria posição no jogo psicológico que rodeia aquela casa. Emocional e fisicamente atraída por Jeremy, ela precisa decidir: expor uma versão que nem ele conhece sobre a própria esposa ou manter o sigilo dos escritos de Verity?

3. Layla, de Colleen Hoover

Quando Leeds conhece Layla, ele está convencido de que passará o resto de sua vida com ela. Isso porque a jovem é espontânea, divertida, e a vida ao seu lado é fácil e tranquila. Até que um ataque inesperado faz com que Layla precise lutar por sua vida. Após semanas no hospital, ela se recupera fisicamente, mas as cicatrizes mentais e emocionais alteraram significativamente a essência e personalidade da mulher por quem Leeds se apaixonou.

Assim, com o objetivo de colocar o relacionamento dos dois de volta nos trilhos e tentar fazer com que os dois voltem a ser o que eram antes da tragédia, Leeds leva Layla para a pousada onde se conheceram, na esperança de que o lugar desperte nela os vívidos sentimentos de antes, no início da relação dos dois. Mas, assim que chegam ao lugar, situações bizarras começam a acontecer, uma após a outra, e o comportamento de Layla sofre uma mudança ainda mais drástica. Confuso e sentindo-se cada vez mais solitário, Leeds passa a investigar o porquê dos eventos e, sem que realmente perceba, se vê, de repente, obcecado.

Dessa forma, rapidamente, Leeds percebe que precisa fazer uma escolha, depressa. No entanto, uma decisão errada pode prejudicar a todos.

4. A forma da noite, de Tess Gerritsen

Depois de uma tragédia indescritível, Ava Collete, consumida pela culpa, foge de Boston e encontra refúgio na remota cidadezinha de Tucker Cove, em uma antiga casa chamada Brodie’s Watch. Tendo apenas a companhia de Hannibal, seu gato, ela espera conseguir trabalhar em seu livro de culinária, que há meses tenta sem sucesso finalizar. No casarão isolado à beira-mar, Ava encontra a paz… até começar a ouvir barulhos estranhos.

Ao voltar de uma caminhada, Ava vê uma figura parada no miradouro de Brodie’s Watch. Mas não pode haver ninguém lá! As tábuas do piso daquela parte da casa estão deterioradas e todas as portas foram mantidas fechadas. Dizem que o capitão Jeremiah Brodie, figura proeminente da cidade durante o século XIX e experiente marinheiro, assombra a casa desde sua morte. Então, certa noite, Ava acorda e se depara com sombras em seu quarto, uma aparição que lhe parece muito real e que, inclusive, lhe faz uma proposta. Mesmo questionando a própria sanidade, Ava aceita o convite de Jeremiah Brodie a um universo proibido e passa a aguardar ansiosamente as visitas do espectro do capitão.

Assim, “A forma da noite” é uma história de suspense e desejo. Um livro em que Tess Gerritsen, autora de best-sellers como “O Clube Mefisto” e “O cirurgião“, pergunta ao leitor: até onde você iria para fugir da culpa? E nos oferece, em um thirller de arrepiar os cabelos, respostas que só podem ser encontradas lidando com nossos próprios fantasmas.

5. A cidade dos fantasmas, de Victoria Schwab

Cassidy Blake vive uma rotina simples e tranquila com seus pais no subúrbio. Sua vida é perfeitamente normal – exceto pelo fato de ela conseguir se mover, através do Véu, entre o mundo dos vivos e o do mortos e por ter como melhor amigo Jacob, um fantasma.

Assim, quando seus pais são convidados por uma emissora de televisão para apresentar um programa sobre os lugares mais assustadores do mundo, seu cotidiano vira de cabeça para baixo. Então, em pouco tempo, estão todos – Cassidy, seus pais, seu melhor amigo fantasma e Ceifador, seu gato – em direção à superassombrada Edimburgo, na Escócia, a primeira parada do roteiro do programa… e situações fora do comum começam a acontecer.

Enfim, confira a capa do livro:

Então, curtiram essas indicações? Porque nós aqui já adoramos! 🙂