Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Música

Lary lança parceria com rappers e dispara: “O preconceito é um obstáculo para nós artistas”

lary-lanca-parceria-com-rappers-e-dispara:-“o-preconceito-e-um-obstaculo-para-nos-artistas”

A cantora também falou sobre machismo, rivalidade feminina e gêneros musicais

Após concluir o projeto de 4 EPS (Um quarto, Metade, Quase Lá e Conclusão) ao longo de 2019 e 2020, a cantora Lary lançou nesta quinta-feira (10) o “Acústico Brainstorm”. Com a proposta resgatar uma música de cada um dos EPs, ela relançou em formato acústico e com uma nova sonoridade as faixas “Aborda a Missão”, com Pelé Milflows; “Ressaca”, com Kiaz; “Bipolar” com Oik e “Eu Vou Contar pra Ela” com Camila Zasoul. Os convidados, além de somarem com a interpretação, acrescentaram também uma nova parte à letra original. 

Lary EP

+++LEIA MAIS: Blue Ivy, filha de Beyoncé e Jay-z, ganha indicação ao Grammy

Lary vem encontrando novas referências na música e incluindo o rap no seu repertório, que passa pelo pop e pelo R&B. As misturas dos diferentes gêneros musicais em seus trabalhos, muitas vezes gera estranheza e críticas nas redes sociais:  

“O preconceito entre gêneros musicais é muito comum e isso acaba sendo mais um obstáculo para nós artistas. Cada gênero reflete também a cultura e o estilo de vida, mas muitas vezes isso não é respeitado. As colaborações permitem a troca dessas realidades e faz a música chegar em mais e diferentes públicos, isso acaba fortalecendo também os gêneros em si . O Brasil é um país de misturas e a nossa música não poderia ser diferente, né?”, explica. 

Ela também ressalta outro obstáculo que as artistas mulheres enfrentam dentro da indústria musical, o machismo:

“Além desse preconceito com as misturas de gêneros musicais, a gente que é mulher, tem outras várias dificuldades na construção da carreira. O mercado fonográfico é predominantemente masculino e machista. A maioria dos cargos importantes em gravadoras, nos veículos de mídia, nos estúdios, projetos musicais, etc., são ocupados por homens. A gente precisa provar o tempo inteiro nossa capacidade, dez vezes mais. E cabe a nós mudar isso, lutar pelo nosso espaço e buscar mais representatividade no mercado musical.  E, principalmente, acabar com a ideia de que somos concorrentes ou rivais. Apesar de ainda sermos minoria, vejo a cena mudando dia a dia, as mulheres mais unidas e novas portas e pautas se abrindo pra nós”, completa.”

A artista se prepara para lançar seu próximo álbum de trabalho, no primeiro semestre de 2021.

+++LEIA MAIS: Fã de carteirinha! Cardi B publica vídeo cantando música de Zezé Di Camargo e Luciano