Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Música

Homem de 22 anos assume participação em bombardeio em show de Ariana Grande, em 2017

homem-de-22-anos-assume-participacao-em-bombardeio-em-show-de-ariana-grande,-em-2017

Ataque terrorista durante show da “Dangerous Woman Tour” deixou 22 mortos e 237 feridos

Outro homem assumiu participação no atentado ao show da Ariana Grande, em Manchester, que aconteceu em 2017 e matou 22 pessoas. De acordo com o jornal americano “New York Post”, em matéria publicada nesta segunda-feira (7), Hashem Abedi é irmão de Salman Abedi, principal responsável e culpado pelo crime cometido na Inglaterra.

+++LEIA MAIS: Ariana Grande revela lançamento em colaboração com a Netflix; saiba mais!

Hashem já havia sido interrogado pela polícia, mas sempre negou saber sobre os planos de seu irmão. Entretanto, ele confessou seu envolvimento e foi sentenciado a passar pelo menos 55 anos, após ser considerado culpado por 22 assassinatos. A confissão foi anunciada durante uma conversa com o detetive-chefe superintendente, que comandou a investigação.

Hashem Abedi admitiu que desempenhou um papel integral e conhecedor no planejamento e preparação para o ataque na Arena [Mancheste]”, afirmou o advogado do inquérito público, sobre uma entrevista na prisão no dia 22 de outubro.

Embora o homem de 22 anos estivesse na Líbia durante o ataque em 2017, ele foi condenado em março por ajudar o irmão a planejar o crime — que deixou 237 pessoas feridas. Abedi ajudou a comprar, estocar e transportar os componentes da bomba do ataque de seu irmão.

Ele tem sangue nas mãos, mesmo que não tenha detonado a bomba”, afirmou o diretor de acusações públicas da Grã-Bretanha, durante o julgamento.

+++LEIA MAIS: Justin Bieber anuncia que fará show virtual na véspera de Ano Novo

Entre os sobreviventes do atentado, mais de 600 relataram sofrer com trauma, assim como a própria cantora Ariana Grande, que relatou que sofre com estresse pós-traumático.