Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Música

Dicionário K-pop: conheça os termos básicos do universo do pop coreano

Bias, aegyo, sasaeng e outras expressões que você precisa aprender

Dicionário K-pop: conheça os termos básicos do universo do pop coreano
Dicionário K-pop: conheça os termos básicos do universo do pop coreano. (Créditos: Getty Images)

Por Amanda Oestreich

O K-pop já conquistou multidões de fãs no mundo inteiro e junto dessa febre, vários termos até então desconhecidos por nós chegaram nas redes sociais. Por conta disso, muitos se sentem intimidados com o novo linguajar que invadiu o Twitter e acabam não entendendo nada desse lado da rede social.

Por isso, nós da Atrevida resolvemos reunir várias palavras, como um dicionário, para ajudar você que quer começar a acompanhar ou que, de repente, já acompanha K-pop, mas ainda não conhece os termos. Então, vamos lá?

AEGYO

Vamos começar por uma palavra que tem mais de um uso. Se formos traduzir de forma literal, “aegyo” significa fofo ou o “ato de ser fofo”. Dessa forma, o universo do K-pop usa esse termo tanto para falar de estéticas fofas de certos grupos como para falar de uma brincadeira super comum entre os artistas.

Em programas de TV, encontro com fãs e até eventos como shows, os artistas são desafiados a fazer “aegyo” — o que muitas vezes deixa eles bem envergonhados. Isso porque estamos falando que eles precisam agir de forma fofa — e quase infantil — repetindo a letra de músicas com uma voz beeem diferente da deles. Aliás, confira exemplos:

BIAS/UTT/WRECKER

Já tem os seus integrantes favoritos dentro de um grupo? Então, você provavelmente achou o seu UTT e seus Bias. Mas, calma, vamos por partes!

Bias pode se referir a uma ou mais pessoas que você goste dentro de um grupo. Enquanto isso, Utt, que vem de Ultimate, quer dizer aquela pessoa que você gosta muito muito mesmo, mais do que qualquer uma, mais do que um Bias. Por fim, wrecker é, como a própria palavra em inglês diz, aquele que “destrói” tudo isso, o integrante que não é o seu bias definitivo, mas que vira e mexe chama a sua atenção como se fosse um.

Ficou confuso? Vamos trabalhar em um exemplo: “O João é fã do GOT7. O Utt dele é o Jaebum, o bias é o Jinyoung e o bias wrecker é o Yugyeom”. Ou seja, dentro do GOT7, para o Marcos, o Jaebum é o ídolo mais favorito, mas ele também fica de olho no Jinyoung. Ao mesmo tempo, o Yugyeom também chama a atenção dele de tempos em tempos. Entendeu?

BIG 3

Pensa em um termo que vem causando muito rebuliço ultimamente. Pois é, esse é o Big 3. Essa expressão serve para se referir às três maiores e mais tradicionais empresas que comandam a indústria do K-pop: a SM Entertainment, do EXO, NCT e aespa; a JYP Entertainment, casa do TWICE, Stray Kids e, anteriormente, do GOT7; e a YG Entertainment, do BIGBANG e do BLACKPINK.

Posteriormente, com o crescimento do K-pop e a globalização de grupos como o BTS, que conquistou todos os cantos do mundo, muitas pessoas passaram a defender o termo Big 4, para incluir a HYBE, antes BigHit, na discussão. Entretanto, esse é um debate acalorado, já que muitos ainda acreditam que as outras três são mais tradicionais do que a empresa do BTS com o TXT.

DEBUT

Parecido com o significado da palavra brasileira “debutar”, de “debutante”, debut é usado para marcar o início de um grupo, com sua primeira apresentação. Por exemplo, o debut do BTS foi em 2013. Ou seja, o BTS foi apresentado oficialmente pela primeira vez como um grupo naquele ano.

Aliás, essa expressão pode ser usada em par com outras palavras, ainda para se referir ao início do grupo. Então, um “debut album” ou “debut single” é o primeiro álbum/single do artista.

Ao mesmo tempo, temos o termo pré-debut, para se referir a algo que aconteceu antes do debut de tal artista. Dessa forma, podemos falar “nossa, achei uma foto muito fofa do Yoongi pré-debut”, me referindo a uma imagem do rapper antes de estrear no BTS.

DISBAND

Chegamos na palavra que nenhum fã de K-pop quer ouvir sendo relacionado ao seu grupo favorito. Disband significa a separação de um grupo. Quer um exemplo? “O girlgroup 2NE1 deu disband há quatro anos atrás”. Ou seja, o 2NE1 se separou em 2017.

FANCHANT

De forma simples, estamos falando de um grito de guerra. Fãs de K-pop organizam gritos padronizados, muitas vezes elogiando os artistas, em grande parte das músicas. Eles são apresentados em shows e muitas vezes surpreendem aqueles que estão no palco por seu volume super alto. Confira:

KOREABOO

Essa palavra não quer dizer nada de bom. Koreaboos se apropriam da cultura coreana de forma constrangedora e obsessiva. Seja inserindo palavras em coreano no vocabulário de forma exagerada e nada natural ou usando maquiagem para forçar traços asiáticos nos olhos, Koreaboos frequentemente ultrapassam o limite do que é apropriado e do que é puro desrespeito com a cultura alheia.

Fique calmo, se você aprecia a cultura coreana e usufrui da mesma, não necessariamente vocé um Koreaboo. Na verdade, essa imersão nos costumes dessa cultura tão diferente da nossa é comum nos primeiros anos como fã de K-pop. Entretanto, é preciso ter cuidado para não acabar desrespeitando os outros.

LIGHTSTICK

Junto da cultura do K-pop, temos os produtos únicos que os grupos disponibilizam para seus fãs. Dentro desses temos os Lightsticks, bastões iluminados que são exclusivamente personalizados para cada grupo, de forma a trazer um significado e as cores oficiais daqueles artistas.

Usualmente, eles são utilizados em shows para iluminar a plateia e muitas vezes são comandados dentro das apresentações para mudar de cor ao longo das performances.

MAKNAE

O integrante mais novo de um grupo. Por exemplo, o Dino é o maknae do Seventeen, já que ele é o único nascido em 1999 no grupo, fazendo dele o mais novo.

MULTI/STAN

Provavelmente um dos termos mais comuns — e mais simples — desta lista. Stan é nada mais nada menos do que um outro nome para “fã”. Já multi, adaptação de multistan, é usado quando uma pessoa acompanha mais de um grupo/artista. Quer um exemplo? Aí vai: “a Sara é stan do EXO e a Amanda é multi”. Dessa forma, eu quero dizer que a Sara é fã apenas do EXO e a Amanda é fã de mais de um grupo de K-pop. Fácil, né?

MV

Outro termo bem simples que é sempre usado pelos fãs de K-pop. MV é a sigla de “Music Video”, o famoso clipe. Então, quando nos referimos ao MV de algum artista, estamos falando de um clipe que ele lançou ou ainda vai lançar.

OT

Essa expressão já é utilizada fora do contexto do K-pop, mas foi aqui que ela nasceu. OT é a abreviação de “One True” e normalmente é utilizado para se referir a uma certa quantidade de integrantes dentro de um grupo, normalmente o grupo inteiro ou uma formação antiga. Para quem é fã do The Boyz desde o começo, é comum ouvir o termo OT12, que quer dizer que a pessoa considera e ama o The Boyz como um grupo de 12 integrantes, mesmo que um tenha saído.

Já para um fã de NCT, grupo que vai aumentando sua composição de integrantes de tempos em tempos, esse termo é adaptado toda vez. Então, se você era fã de todos os integrantes do NCT em 2018, você era OT18, mas, agora, amando todos os novos integrantes, você é OT23, já que ele consiste de 23 integrantes.

Entretanto, esse termo também abre espaço para pessoas que não gostam de certos integrantes se declararem contra. Por exemplo, se alguém curte um grupo de cinco membros, mas se declara OT4, é porque ela não gosta de alguém dentro daquele grupo ou não reconhece aquele ex-integrante como parte do grupo.

SASAENG

Falamos de um termo ruim lá no começo e agora trazemos outro. Um sasaeng é um “fã” obcecado que cruza a linha do que é respeitoso e do que é crime. Eles perseguem artistas, descobrem suas agendas pessoas e até fotografam eles em momentos particulares.

Ao longo dos anos, já tivemos histórias perturbadoras de pessoas obcecadas que quase prejudicaram seus ídolos apenas para os verem de perto. Quer alguns exemplos? Infelizmente temos vários. No início do EXO, sasaengs alugaram uma vã igual a que os meninos usavam para que o grupo se confundisse e entrasse na delas. Na época, eles realmente entraram no veículo errado e quase foram sequestrados.

Ainda com os meninos do EXO, houve uma época em que sasaengs se vestiam como homens para entrar no mesmo banheiro que eles. Péssimo, né?

SELCA

Esse é super simples: selfie. Selca é apenas a palavra em coreano para isso.

TRAINEE

Lembra que falamos de debut? Então, aquele termo e esse estão super atrelados. Afinal, trainee é a pessoa — muitas vezes ainda adolescente ou criança — que está treinando para debutar.

Aliás, grande parte dos artistas passam anos como trainees antes de debutarem em seu grupo oficial. Por exemplo, o Johnny Suh foi trainee por nove anos antes de debutar no NCT. Ele entrou na SM Entertainment em 2008, ano em que o SHINee debutou, e começou a treinar para integrar o EXO. Entretanto, ele não se sentiu preparado e acabou treinando por mais uns anos até entrar para a equipe de trainees do NCT. Tudo!

VOCAL/VISUAL/RAP/DANCER/LEADER (e suas respectivas variações)

Dentro de um grupo de K-pop, cada integrante tem uma função estratégica. Ou seja, temos aqueles que se destacam por sua voz (vocals), outros que são ótimos no rap (rappers) e outros que são bons nos dois, mas ganham mais visibilidade por sua beleza (visuals) e assim vai. Além disso, grande parte dos grupos — e com isso quero dizer literalmente quase todos — tem um líder, que guia todos. Mas não se engane. Um integrante pode ter mais de uma função dentro de um mesmo grupo.

Com isso, um típico grupo de K-pop tem vocals, rappers, um ou dois visuals e um líder. Dentro disso, surgem as variações, porque pessoas de uma mesma função são separadas em principais e secundários. Vamos pegar um exemplo na prática?

O grupo TWICE é formado por nove integrantes. A Jihyo é a líder e a main vocal, ou seja, a vocalista principal. Enquanto isso, a Nayeon é a lead vocalist e a lead dancer — vocalista e dançarina secundária. Já Jeongyeon também é lead vocalist. Além disso, temos Momo, que é a main dancer (dançarina principal), sub vocalist e sub rapper (vocalista e rapper de apoio). Sana é sub vocalist. Assim como Momo, Mina também é main dancer e sub vocalist. Dahyun é lead rapper e sub vocalist. Chaeyoung é main rapper e sub vocalist. E, por fim, Tzuyu é lead dancer, sub vocalist, visual e maknae do grupo (lembra desse?).

LINES

E lines? Ela está grudadinha no termo acima. Elas funcionam para reunir pessoas de uma mesma característica dentro de um grupo. Bora usar as meninas do TWICE de novo?

Com esse tanto de informação que apresentamos anteriormente, nós podemos dividir elas em lines específicas. Portanto, temos a vocal line, das vocalistas, com a Nayeon, a Jeongyeon e a Jihyo; a Japan line, que reúne as integrantes nascidas no Japão, Momo, Sana e Mina; a maknae line, das mais novas, com a Dahyun, a Chaeyoung e a Tzuyu; e assim vai. Entenderam o conceito?

UNITS

Por fim, para completar nossa lista de termos básicos do K-pop, temos as units, também conhecidas como sub-units. Assim, como as “lines”, elas são grupos menores dentro de um grande grupo. Mas, não se confunda! Enquanto lines são usadas muitas vezes para destacar qualidades em comum de integrantes de um mesmo grupo, uma unit produz trabalhos exclusivos, como se fosse um grupo independente.

Grupos que têm units famosas em seu histórico são: EXO, com o EXO-CBX, o EXO-K e outros; o NCT, que é composto de várias units, como o NCT Dream, 127, U, WayV e Dream; e a Girls’ Generation, que tem o Oh!GG e o TTS.