Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Música

Clipe de J Balvin é retirado do YouTube após acusações de misoginia contra mulheres negras

Vídeo mostrava modelos em coleiras com maquiagem simulando um cachorro

Clipe de J Balvin é retirado do YouTube após acusações de misoginia contra mulheres negras
Clipe de J Balvin é retirado do YouTube após acusações de misoginia contra mulheres negras. (Getty Images)

Neste domingo, 17, o clipe de “Perra”, de J Balvin com Tokischa, foi retirado do YouTube após inúmeras críticas contra o cantor. Internautas e representantes políticas acusaram Balvin de “Misogynoir”, também conhecida como misoginia preta, àquela cometida contra mulheres negras.

O clipe apresenta o colombiano posando com duas mulheres negras em coleiras, com edições feitas para parecerem cachorros. Além disso, a própria Tokischa, que é negra, aparece dentro de uma casinha de cachorro no clipe.

Entretanto, por mais que as acusações tenham viralizado nas redes sociais, o YouTube ainda não revelou o motivo de ter tirado o vídeo do ar. Além disso, J Balvin e Tokischa ainda não se pronunciaram sobre o ocorrido.

Além disso, o perfil pessoal do empresário da rapper da República Dominicana, Paulus, não está mais no Instagram.

No canal oficial de J Balvin no YouTube, apenas o áudio está disponível, mas vários alguns canais já republicaram o vídeo de forma não-oficial, como um vídeo de reação.

Na última semana, a vice-presidente da Colômbia, Marta Lucía Ramírez, conversou com o LA Times sobre o rapper junto com Gheidy Gallo Santos, conselheira presidencial para a igualdade da mulher, sobre J Balvin. Para elas, J Balvin estaria usando imagens de mulheres e afrodescendentes como “animais ou escravas”.