Fale conosco

O que vc está procurando?

Revista Atrevida

Música

Any Gabrielly, do Now United, revela que já perdeu oportunidades por racismo: “Não conseguia entender”

any-gabrielly,-do-now-united,-revela-que-ja-perdeu-oportunidades-por-racismo:-“nao-conseguia-entender”

A cantora de 17 anos foi entrevistada recentemente pela revista Quem

Durante um bate-papo com a revista Quem, Any Gabrielly, a única brasileira do Now United, revelou que seu sonho sempre foi trabalhar no ramo artístico, mas já perdeu algumas oportunidades por puro racismo.

+++ LEIA MAIS: 10 curiosidades sobre o Now United que talvez você não saiba

“Muitos ‘nãos’ na minha carreira me deixaram bem abalada, mas aprendi a me autoavaliar. Cheguei a pensar que eu não era boa o suficiente, mas tenho sorte que minha família sempre esteve lá para me apoiar”, disse a cantora de 17 anos, cujo primeiro grande papel no teatro foi o de jovem Nala no musical ‘O Rei Leão’, que passou pelo Brasil em 2013.

“Quando eu era mais nova, não conseguia entender que algumas coisas que aconteciam era preconceito. Eu acreditava que o problema estava em mim, muitas das vezes. Eu me via sendo recusada em alguns trabalhos e não tinha nenhum feedback efetivo, explicativo. Hoje, olhando para isso, percebo que, em algumas das situações, eu fui recusada porque sou preta”, continuou.

“Eu era uma das únicas pretas nos lugares e passava por situações bem complicadas. Hoje, eu sei encontrar as pessoas certas. Não tolero racismo.”

+++LEIA MAIS: Conheça os primeiros finalistas à 16ª vaga do Now United!

Referência para muitas e muitas meninas ao redor do mundo, Any também defendeu que a sociedade, como um todo, precisa mudar de vez!

“Muitos se dizem anti racistas, mas na hora que precisa se impor e usar sua voz elas ficam em silêncio, e isso precisa mudar”, criticou a integrante do grupo multinacional criado por Simon Fuller. “Enquanto algumas pessoas ficam em silêncio, outras estão morrendo e sofrendo.”