Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Cinema

Representatividade e quebra de recordes: veja as principais curiosidades do Oscar 2021

representatividade-e-quebra-de-recordes:-veja-as-principais-curiosidades-do-oscar-2021

A lista de indicados para a premiação foi revelada nesta segunda-feira (15)

Os indicados ao Oscar 2021 foram divulgados nesta segunda-feira (15) e a cerimônia de entrega dos prêmios está prevista para acontecer no dia 25 de abril. No entanto, antes mesmo de começar, a 93ª cerimônia da maior premiação do cinema já está fazendo história.

Viola Davis, por exemplo, se tornou a mulher negra com mais indicações de atuação na premiação ao ter sido nomeada para a categoria Melhor Atriz por seu trabalho em “A Voz Suprema do Blues”. Confira as principais curiosidades do Oscar 2021:

Representatividade na categoria de Melhor Ator

Um dos destaques deste ano é a representatividade na categoria de Melhor Ator, que também incluiu o falecido Chadwick Boseman entre os indicados. Pela a primeira vez na história, um ator muçulmano e um asiático-americano vão concorrer nela, que é considerada uma das principais da noite.

+++LEIA MAIS: Filme de Dylan O’Brien, “Amor e Monstros”, é indicado ao Oscar e fãs comemoram

Aos 38 anos, o muçulmano Riz Ahmed irá concorrer por seu trabalho no filme “The Sound of Metal”. Anteriormente, ele  quebrou barreiras no Emmy de 2017, quando ganhou o prêmio de Melhor Ator em uma Série Limitada por “The Night Of” e se tornou o primeiro ator muçulmano a vencer na categoria de ator principal.

Em 2017, Mahershala Ali se tornou o primeiro ator muçulmano a ganhar um Oscar, vencendo na categoria Melhor Ator Coadjuvante por “Moonlight” e dois anos depois por “Green Book”, na mesma categoria.

Já o longa “Minari” conquistou um marco importante na premiação para o protagonista Steven Yeun. A ex-estrela de “The Walking Dead” se tornou o primeiro ator asiático-americano de ascendência coreana a receber uma indicação de Melhor Ator da Academia.

Mulheres no poder – e na direção!

Pela primeira vez na história do Oscar, duas mulheres foram indicadas na categoria Melhor Direção, que também é considerada uma das principais da premiação. São elas Chloé Zhao e Emerald Fennell, responsáveis pelos aclamados “Nomadland” e “Promising Young Woman”, respectivamente.

Embora as indicações de ambas as mulheres sejam extremamente significativas, a indicação de Zhao, nascida em Pequim, também abre novos caminhos para o Oscar por conta própria. Ela é agora a primeira mulher asiática a ser indicada na categoria.

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: Com Chadwick Boseman, veja lista completa de indicados

Judas e o Messias Negro

O filme “Judas e o Messias Negro” também fez história nesta segunda-feira (15). Daniel Kaluuya e Lakeith Stanfield foram indicados na categoria Melhor Ator Coadjuvante, enquanto o longa concorre em Melhor Filme e Melhor Roteiro Original.

Com Shaka King, Charles D. King e Ryan Coogler atuando como o trio de produtores, o longa se tornou o primeiro indicado a Melhor Filme com todos os produtores negros.

Idade é só um número

O ator Anthony Hopkins, estrela do longa “The Father”, provou que a idade é apenas um número ao ser indicado como Melhor Ator no Oscar 2021. Aos 83 anos, ele é agora o mais velho indicado na categoria da história, superando o recorde anterior de Richard Farnsworth, estrela de “The Straight Story”, que tinha 79 anos quando foi nomeado.

+++LEIA MAIS: Viola Davis se torna a atriz negra com mais indicações ao Oscar