Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Cinema

“Querido Evan Hansen”, sucesso dos musicais e da literatura infanto-juvenil, tem adaptação cinematográfica lançada no Brasil

Dos criadores do premiado musical da Broadway “Dear Evan Hansen”, esta é uma história emocionante sobre solidão, luto, saúde mental e amizades inesperadas

"Querido Evan Hansen", sucesso absoluto dos musicais e da literatura infanto-juvenil, tem adaptação cinematográfica lançada no Brasil
"Querido Evan Hansen", sucesso absoluto dos musicais e da literatura infanto-juvenil, tem adaptação cinematográfica lançada no Brasil (Foto: Divulgação)

“Querido Evan Hansen” é a prova de como uma boa história é uma boa história independente do formato em que se apresenta. Lançada primeiramente em 2015 como um musical da Broadway, não demorou muito para que o projeto se mostrasse bem sucedido. Isso, claro, não só nos palcos como em outras plataformas. 

Dessa forma, combinando questões sobre a sensação de não pertencimento, depressão, luto e nosso papel na vida das outras pessoas o sucesso foi avassalador. A primeira montagem do musical venceu seis Tony Awards, que é o Oscar dos teatros, e um Grammy Award de Melhor Álbum de Teatro Musical. Assim, isso acabou abrindo caminho para que pessoas em todo mundo se apaixonassem pela história de Evan.

Agora com uma produção hollywoodiana cheia de nomes de peso como Ben Platt, Juliana Moore e Amy Adams, o legado de “Querido Evan Hansen” tem tudo para se expandir ainda mais. 

Por fim, vale lembrar que o filme já está disponível a partir desta quinta-feira, 11, nos cinemas brasileiros.

Ficou curioso? Então confira o trailer do longa-metragem:

Sucesso literário

Tal qual no musical, a trama do livro gira em torno de Evan Hansen, um jovem com ansiedade social que, por recomendação do seu psicólogo, começa a escrever cartas para si mesmo listando coisas boas que podem acontecer no dia. Assim, isso o ajuda a lidar com o último ano do ensino médio.

Porém, a vida de Evan toma uma reviravolta quando as cartas vão parar na mão de Connor Murphy, um valentão da escola que zoa Evan e morre repentinamente, fazendo todos acharem que Evan e Connor eram melhores amigos.  

Dessa forma, experimentando uma ascensão social que Evan nunca teve outrora, ele se vê tentando a levar a frente uma mentira que pode ter consequências devastadoras quando começa a se aproximar de Zoe, irmã de Connor por quem nutre uma queda. 

Por fim, devido ao tópico sensível presente na trama, o livro conta com indicações de como procurar ajuda e a quem recorrer em casos de depressão e pensamentos suicidas.