Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Cinema

Charlie Gillespie, de “Julie and the Phantoms” fará filme de drama “Love You Anyway” em formato autêntico

charlie-gillespie,-de-“julie-and-the-phantoms”-fara-filme-de-drama-“love-you-anyway”-em-formato-autentico

O ator foi escalado para o elenco do novo filme do Wayfarer Studios que terá um formato completamente diferente

Charlie Gillespie fez um sucesso e tanto interpretando Luke em “Julie and the Phantoms” e, para quem é fã, tem novidade por aí! O ator irá estrelar no elenco do drama “Love You Anyway”, produzido pelo Wayfarer Studios e dirigido pela diretora de primeira viagem Anna Matz, que também conta Reign Edwards no elenco. 

+++LEIA MAIS: Meninos de “Julie and the Phantoms” revelam quem são seus crushes impossíveis; vem ver!

O projeto faz parte do Six Feet Apart Experiment criado por Justin Baldoni, o cineasta por trás do drama Disney + ‘Clouds’, com o objetivo de conseguir olhar além do isolamento social causado pela pandemia do coronavírus e usar as circunstâncias atuais para montar o projeto do filme.

Com a ideia do filme em formato de vídeos caseiros, ele conta a história da jovem Mackenzie (Edwards), desde o nascimento até a idade adulta, enquanto ela vivencia os altos e baixos da vida ao lado de seu melhor amigo de infância, Lucas (Gillespie). Conforme a luta de Mackenzie contra a depressão piora ao longo dos anos, ela é obrigada a encontrar a vontade de lutar ao lado das pessoas que mais a amam.

+++LEIA MAIS: Lucy Hale será protagonista de adaptação de “The Hating Game”, livro de Sally Thorne; saiba mais!

O objetivo do filme é mostra o desenvolvimento dos problemas e saúde, e como são tratados e cuidados com amor a apoio, diz a Wayfarer. Matz e seu diretor de fotografia, Andrés Aragón, estão criando grande parte do filme no iPhone, com o desejo de ser autêntico com os formatos e os momentos vistos no filme.

Para os cineastas, essa nova forma de produção levará a performances cruas, filmadas pelos próprios atores, permanecendo fiéis aos momentos de conexão, relacionamento e individualidade que as pessoas salvaram em seus telefones. “Com essa história, minha principal preocupação foi sempre permanecer autêntico nas experiências dos jovens crescendo, se apaixonando e aprendendo a conviver com os desafios que enfrentam. Especificamente na jornada do Mackenzie, eu queria criar um meio de entender a saúde mental de uma forma que não costuma ser vista na tela. Espero que esta história possa mostrar às pessoas mentalmente saudáveis ​​a complexidade da depressão, bem como mostrar às pessoas com depressão que há um futuro para elas neste mundo”, afirmou a Wayfarer.

+++LEIA MAIS: Johnny Depp deve receber salário milionário por participação em “Animais Fantásticos”, mesmo após demissão