Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Celebridades

Neymar promove festa de cinco dias para 500 pessoas em mansão no Rio de Janeiro e gera polêmica

neymar-promove-festa-de-cinco-dias-para-500-pessoas-em-mansao-no-rio-de-janeiro-e-gera-polemica

Segundo informações da CNN Brasil, o jogador organizou um evento em Mangaratiba para 500 convidados e gerou polêmica na internet

Neymar se tornou alvo de inúmeras críticas nas redes sociais por organizar uma festa para 500 convidados no Réveillon. Cada celebridade recebeu uma pulseira de área VIP em Mangaratiba, cidade localizada na Região da Costa Verde do Rio de Janeiro, para a festa que acontecerá em 5 dias na mansão do jogador.

Por causa da pandemia do coronavírus e a necessidade do isolamento social, muitos estão julgando a atitude de Neymar, além disso, os próprios vizinhos e moradores da região não aprovam a quantidade de pessoas. 

+++LEIA MAIS: Irmã de Neymar Jr. assume ter feito procedimentos estéticos e é acusada de usar Photoshop

A CNN Brasil apurou as informações sobre o evento e contatou a assessoria do jogador, que negou e afirmou que não haverá nenhuma festa. Porém, a assessoria do grupo de pagode “Vou pro Sereno” confirmou uma apresentação no evento. A CNN também informou que é proibida a entrada de celulares, para que nenhum registro seja feito e que a mansão recebeu um isolamento acústico para evitar reclamações.

A prefeitura de Mangaratiba divulgou uma nota e afirmou: “Se o evento está acontecendo, não é com o aval da prefeitura de Mangaratiba”, já que o evento “não foi oficialmente notificada da festa e que um evento para 500 pessoas deveria, ao menos, ter sido avisado aos órgãos responsáveis do município”.

+++LEIA MAIS: Mari Maria testa positivo para Covid-19 e diz que culpa é da máscara

Uma fonte do governo de Mangaratiba se pronunciou à CNN Brasil e mostrou sua opinião contra o acontecimento: “Não há como legislar em um evento particular, mas se o Neymar faz uma festa aqui [Mangaratiba], ele está ferindo seriamente princípios sanitários, os decretos em vigor e as recomendações da prefeitura para se realizar festas em residências com apenas pequenos núcleos familiares. A população está insatisfeita com a festa e com a repercussão envolvendo o nome da cidade. O evento é um desrespeito sanitário, absurdo total”.