Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Celebridades

Joshua Bassett diz estar feliz por fazer parte da comunidade LGBTQ+: “Muito em paz e celebrando o Orgulho o mês todo”

O cantor desabafou sobre como ele enxerga que as coisas podem ser mais leves para os membros da comunidade

joshua bassett diz estar feliz por fazer parte da comunidade lgbtq
Joshua Bassett diz estar feliz por fazer parte da comunidade LGBTQ+ (Getty Images)

Recentemente Joshua Bassett falou sobre sua sexualidade em uma entrevista e por meio de um vídeo nas redes sociais. Isso porque o ator de “High School Musical: The Series” elogiou o cantor Harry Styles e disse que aquela seria a maneira e se assumir. Mas a internet ficou confusa e, por isso Joshua Bassett resolveu esclarecer e diz estar muito feliz por fazer parte da comunidade LGBTQ+.

Em entrevista recente à GQ, ele abriu seu coração sobre o assunto e garantiu que não foi nenhuma brincadeira. “Eu não estava brincando. Foi uma oportunidade de dizer algo em que acredito. Mesmo que haja consequências, prefiro lidar com as consequências e viver minha verdade do que viver com medo”, desabafou.

Opinião de Joshua sobre “assumir” a sexualidade

Além disso, o cantor e ator ainda comentou que, pra ele, não há necessidade das pessoas se “assumirem”. “Eu sou anti-assumir no sentido de que não há necessidade. As pessoas são bem-vindas a ter caixas se quiserem. Existem muitas letras no alfabeto… Por que se preocupar apressando-se em chegar a uma conclusão?”, disse. Joshua Bassett ainda explicou que tudo pode mudar, por isso não segue rótulos e, aliás, está muito feliz pelo apoio que recebe da comunidade LGBTQ+.

“Às vezes sua carta muda, às vezes você tenta uma diferente, outras vezes você percebe que não é o que pensava que era, ou talvez você sempre soube. Estou feliz por fazer parte da comunidade LGBTQ + porque eles abrangem todos. Não deixe ninguém dizer que amor não é amor. Eles são os que provavelmente mais precisam”

disse Joshua

Por fim, ele ainda desabafou sobre como está tornando esse assunto cada vez mais leve em sua vida. “Só espero que esta geração possa se sentir confortável, confiante e seguro falando sobre sexualidade sem precisar ser uma caixa e sem precisar ter tudo planejado. Isso me deixa emocionado. Eu não tinha isso necessariamente quando era mais jovem. Não tinha um eu dizendo coisas assim. Estou muito em paz e celebrando o Orgulho o mês todo. Estou crescendo muito. O ano que vivi foi de tirar o fôlego. Ainda estou me recuperando.”