Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Celebridades

Gigi Hadid revela qual é a melhor parte da maternidade no cotidiano com a Khai

A modelo disse que se encanta cada dia mais com o aprendizado e crescimento da pequena

gigi hadid revela qual a melhor parte da maternidade no cotidiano com khai
Gigi Hadid revela qual a melhor parte da maternidade no cotidiano com Khai (Getty Images)

Gigi Hadid se tornou mãe há nove meses e não esconde quanto é apaixonada pela filha Khai, fruto de seu relacionamento com Zayn Malik. Aliás, ela não gosta muito de mostrar o rostinho da bebê nas redes sociais, mas está sempre compartilhando os momentos. Desta vez ela comentou um pouco sobre a maternidade.

Isso porque, em entrevista ao Acess Hollywood nesta quinta-feira, 24, a modelo abriu o jogo sobre esse momento como mãe. Além disso, revelou quais são os melhores momentos ao lado da filha. Para Gigi Hadid, a melhor parte da maternidade é o dia-a-dia com Khai, que está sempre aprendendo, crescendo e conhecendo o mundo. Fofura demais!

“A melhor coisa (da maternidade), eu diria, são as coisas mais simples do dia-a-dia. Só ver ela aprender algo novo, seja pegar um copo ou colocar uma bola em um buraco você já fica ‘Isso é a melhor, a coisa mais incrível’. Mas sim, eu diria que são as menores coisas do cotidiano”, disse.

Criação de Khai

Em entrevista ao portal iD, Gigi Hadid falou mais sobre os desafios na criação de Khai. Aliás, comentou sobre a importância de ensinar a bebê sobre suas raízes multiétnicas. “Nós [Gigi e Zayn] somos a primeira geração dessas raças mistas, e então isso vem com aquela experiência de primeira geração de ser tipo, ‘Oh droga, eu sou a ponte!’“, desabafou, em primeiro lugar. “Isso não é algo que meus pais tenham experimentado ou que eles possam realmente me ajudar. É algo que sempre pensei em toda a minha vida”, revelou, em seguida.

Gigi Hadid afirmou que tem certeza de que com seu método de criação Khai crescerá tendo orgulho de suas origens, trazendo discussões eventuais sobre o tema. “Acho que Khai vai crescer sentindo que pode ou quer ser uma ponte para suas diferentes etnias”, disse Hadid. “Acho que será bom poder ter essas conversas e ver de onde ela vem [com] isso, sem que a gente diga isso a ela. O que vem dela é o que mais me entusiasma, e ser capaz de acrescentar a isso ou responder às suas perguntas, sabe?”, questionou.