Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Celebridades

Funcionário de Lady Gaga relembra momentos traumáticos no hospital após roubo dos cachorros da cantora

Ryan Fischer foi baleado no peito e teve partes do pulmão removidas cirurgicamente

Funcionário de Lady Gaga relembra momento do roubo dos cachorros da cantora
Funcionário de Lady Gaga relembra momento do roubo dos cachorros da cantora. (Getty Images)

Nos últimos dias, o funcionário de Lady Gaga, vítima de um assalto, que levou os dois cães da cantora, em fevereiro, tem falado sobre a experiência traumática. Na época, Ryan Fischer foi baleado no peito e ficou em estado grave.

“Eu levei um tiro uma vez. Mas como eu estava avançando, ele passou bem aqui perto do meu pescoço, acima da minha clavícula e saiu abaixo da minha omoplata”, explicou, em primeiro lugar. “Ele passou e perfurou meu pulmão. Lembro-me de estar na mesa de operação, era uma equipe de oito pessoas ao redor da mesa trabalhando em mim, tentando colocar o tubo torácico. Assim que colocaram o tubo torácico, o sangue simplesmente jorrou no médico ao meu lado e os rostos de todos simplesmente caíram, e quando ouvi minha pressão arterial cair, olhei para a máquina”, relembra, certamente assustado.

“As pessoas no pronto-socorro que eu vi naquela noite me disseram que pensavam que eu não sobreviveria àquela noite”, afirma. “Removeram o terço superior do meu pulmão e uma parte inferior dele”, relatou, ainda.

Além disso, o Fischer afirmou que, por mais que esteja bem, ainda está trabalhando no trauma que sofreu. Aliás, ele irá fazer um retiro com socorristas e policiais.

Por fim, o funcionário afirmou que Lady Gaga o ajudou muito desde o incidente. “Ela tem sido uma amiga para mim. Depois que eu fui atacado, minha família foi levada de avião e eu tive terapeutas traumáticos que vieram para mim. Eu fiquei em sua casa por meses enquanto amigos me confortavam e a segurança ficou junto comigo”, detalhou. Que bom!

Entenda o caso

Em fevereiro deste ano, os dois buldogues de Gaga, Koji e Gustav, foram sequestrados. Na época, eles ficaram desaparecidos por dois dias, mas, de acordo com os documentos, os cães foram entregues por uma mulher para o departamento de polícia em Los Angeles.

Segundo a moça, os bichinhos foram encontrados amarrados em um poste em um beco bem suspeito, há quilômetros de distância de onde foram roubados.

Gaga chegou a oferecer 500 mil dólares (quase 2,8 milhões de reais) como recompensa para quem achasse os bichinhos.

De acordo com o site, um representante da cantora confirmou a identidade dos buldogues, com um detetive, já que a cantora não está nos Estados Unidos — ela se encontra em Roma, gravando o filme “Gucci”, no qual fará o papel da assassina do estilista italiano.

Em relação à investigação, a polícia revelou que, como os criminosos não levaram a carteira do passeador dos cães, é possível que o crime já era pré-determinado, mas não necessariamente contra Lady Gaga, já que não é certo que sabiam da identidade da dona. “Eles provavelmente reconheceram o valor que os animais teriam”, contou um policial.