Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Celebridades

Dixie D’Amelio relembra problemas de saúde mental e relação com Charli: “Isso nos separou”

A cantora disse que enfrentou uma depressão que acabou separando as irmãs

dixie damelio relembra problemas de saude mental e relaçao com charli
Dixie D'Amelio relembra problemas de saúde mental e relação com Charli (Getty Images)

Além de irmãs, Charli e Dixie D’Amelio são muito amigas e sempre estão juntas. Entretanto, as coisas nem sempre foram assim e as duas enfrentaram situações nada fáceis no passado. Isso porque, quando mais novas, tiveram problemas de saúde mental e acabaram se afastando.

Em entrevista ao podcast “The Madhappy”, Dixie relembrou uma época no passado com Charli D’Amelio que as duas não se davam muito bem. “Ela estava no ensino fundamental e eu no ensino médio e ambas estávamos sofrendo com nossa saúde mental, amizades e por não termos ninguém. Mas meio que se tornou uma competição de saúde mental”.

Por isso, a situação acabou atrapalhando a relação entre elas, que mal conversavam sobre seus problemas. “Isso nos separou e estávamos ambas miseráveis o tempo todo. Sempre de mal humor, chorando, triste. Nossos pais estavam tentando entender nós duas e na época nem pensávamos em uma ir falar com a outra”, disse a cantora.

Depressão

Além disso, Dixie também revelou que sofreu algumas concussões e precisou tomar remédios para transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. “Eu tive um monte de concussões, então eu ficava fora da escola por longos períodos de tempo. Concussões meio que andam de mãos dadas com depressão, porque você é completamente tirado de um lugar. Tem que ficar sozinho, e então vem a ansiedade”, comentou.

Aliás, ela também disse que sua depressão a fez sentir inveja da saúde de Charli. “Eu tinha meio que inveja da Charli naquela época, porque ela era saudável. Eu ficava tipo, ‘Estou passando por tudo isso. Você não precisa sentir dor o tempo todo. Sempre tenho enxaqueca e você pode dançar. Isso é o que você ama, e você pode fazer isso’”. Segundo a cantora, na época, ela não sentia que tinha alguma personalidade, por causa dos problemas mentais.

Por fim, ela contou que, quando parou de tomar os remédios e as irmãs se mudaram de escola, as coisas melhoraram. “Eu fiquei tipo, ‘eu sinto muito. Não fui eu.’ Isso era apenas uma casca de quem eu era, e parei de me importar porque parecia que tudo estava indo mal. Quando finalmente consegui recompor minha vida, fiquei muito feliz por ter ela e minha família.”