Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Celebridades

BBB21: Carla Diaz relembra câncer e reflete: “Nada é por acaso”

bbb21:-carla-diaz-relembra-cancer-e-reflete:-“nada-e-por-acaso”

A atriz concedeu uma entrevista ao jornal Extra antes de ser confinada para o reality global

Como todos já sabem, Carla Diaz está confinada para entrar no “Big Brother Brasil 21”, reality show da TV Globo, que começa nesta segunda-feira (25).

+++LEIA MAIS: Após sete anos, Justin Bieber relembra prisão e reflete: “Estava com raiva de Deus”

Mas, antes de ser retirada do mundo externo, a atriz concedeu uma entrevista ao jornal Extra, onde relembrou o câncer de tireoide que teve, em 2020. Ela revelou que passou por muitos momentos de medo e tensão, mas que, felizmente, apenas uma cirurgia a curou:

“O nódulo não tem sintoma algum, hoje eu sei, depois de tudo o que passei. Mas senti um desconforto no pescoço, uma sensação como se tivesse alguém apertando, e falta de ar constante, sempre depois do jantar, quando eu relaxava no sofá“, relembra ela. “Minha mãe tem hipotiroidismo, e levantou essa hipótese quando comentei com ela. Minha ginecologista me recomendou exames de rotina, e fiz um ultrassom, que descobriu um nódulo suspeito. Aí fui encaminhada para o endocrinologista. O médico me disse com toda a delicadeza do mundo que eu precisaria passar por uma biópsia. Foi quando comecei a me preocupar com coisas que, de fato, são importantes. Isso foi em julho. Tive que fazer duas biópsias, porque a primeira deu resultado indeterminado. É uma punção, em que colocam uma agulhinha no seu pescoço para chegar ao nódulo. A segunda detectou categoria 5 de malignidade. Foram três meses de tensão da descoberta de que era câncer até a cirurgia, em outubro”.

A loira ainda contou como foi feita sua cirurgia – de uma maneira diferente da habitualmente feita no Brasil – e revelou como isso impactou sua carreira:

“Acompanhando minha mãe numa consulta ao otorrino, comentei com ele sobre a cirurgia pela qual eu precisaria passar. Ele me examinou também e diagnosticou que a sensação que eu tinha de aperto na garganta era causada por um refluxo. Não tinha a ver com a tireoide, mas me ajudou a descobrir o nódulo. Nada é por acaso, né? Além disso, ele me sugeriu fazer a retirada pela boca, um método novo que um amigo dele trouxe dos Estados Unidos. Na Ásia, essa operação é muito difundida, por uma questão cultural: as asiáticas que tinham marcas no pescoço, antigamente, eram consideradas adúlteras. Passei pela cirurgia indicada e não fiquei com cicatriz aparente. Como meu corpo é meu instrumento de trabalho de atriz, foi bom“.

“Como era muito pequeno e foi descoberto logo no início, só tirei metade da glândula. Não precisei fazer iodoterapia, nenhum outro tratamento. A cura se deu com a cirurgia. Quando o médico me falou: ‘Você está curada, agora é vida normal’, foi a minha maior alegria. De seis em seis meses, vou ter que fazer exames para ver se a glândula está funcionando direitinho. Mas, por enquanto, tudo ok comigo”.

Carla Diaz deixou pronto um vídeo de 15 minutos, que foi publicado em seu perfil oficial no Instagram. O nome dado ao vídeo foi “Metamorfose”, onde fala sobre todo o processo que passou por conta da doença. 

Assista:

 

 

+++LEIA MAIS: BBB21: Fiuk relembra como foi contar para a família sobre sua participação no reality