Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Celebridades

Anitta também se posiciona contra discurso homofóbico de DaBaby

Mesmo sem citar o nome do rapper, ficou bem claro que estava falando da situação envolvendo os comentários homofóbicos

Anitta também se posiciona contra discurso homofóbico de DaBaby
Anitta também se posiciona contra discurso homofóbico de DaBaby (Reprodução/Instagram)

Depois de Dua Lipa, Ariana Grande, Demi Lovato, agora foi a vez de Anitta se posicionar contra o discurso homofóbico que o rapper DaBaby falou durante um show em Miami.

A cantora brasileira e o rapper fizeram uma parceria para o remix de “Girl from Rio”. Por isso, Anitta resolveu se pronunciar em seu Twitter, não mencionou o nome de DaBaby, mas ficou bem claro que ela estava o respondendo.

Sempre estarei com minha comunidade LGBTQ +. Também envio todo o meu respeito e apoio para acabar com qualquer ignorância e estigma em torno do HIV/AIDS. Eu condeno qualquer demonstração de ódio. Deixe o amor brilhar”.

Indireta de DaBaby

O rapper não gostou do posicionamento de Dua Lipa – e provavelmente de nenhuma daquelas cantoras, uma vez que, para o rapper, ela não precisava se posicionar, afinal eles não são amigos e só fizeram uma música juntos (“Levitating Remix”).

“Mas porque ela precisa dar seu posicionamento sobre uma música que ela fez há um ano com um rapper que eu não tenho certeza se ela sabe seu nome verdadeiro e se eles são realmente amigos. Essa é uma cultura abutre, parece que estar com ele quando está popular é legal, mas assim que uma coisa ruim acontece eles pulam fora? O mesma ‘cara’ que está nessa música tem suas próprias histórias, mas ela não liga desde que os números de streaming estejam altos“, escreveu um perfil na web.

O ponto é que DaBaby curtiu o comentário do internauta.

Em seguida, o rapper, que teve sua parceria com a marca de roupas Boohoo Man finalizada por conta da polêmica, escreveu um texto que fala sobre marcas e artistas se aproveitarem da cultura e de rappers negros:

“Para quaisquer marcas, redes ou artistas que gostam de lucrar com a influência dos rappers pretos na cultura, sem entendê-la ou ter paciência para lidar com o que vem com a posição que desempenhamos em nossa cultura. Guarde seu dinheiro na próxima vez. Nós também somos humanos“.