Fale conosco

O que vc está procurando?

Revista Atrevida

Beleza

Saiba por que você deve parar de usar óleo de coco e investir em outros óleos vegetais

Conheça outros óleos vegetais e suas vantagens para substituir o óleo de coco

Saiba por que você deve parar de usar óleo de coco e investir em outros óleos vegetais
Saiba por que você deve parar de usar óleo de coco e investir em outros óleos vegetais (Canva Images)

Não é de hoje que o óleo de coco é febre entre quem quer deixar os cabelos brilhantes e hidratados. Alguns estudos realmente apontam a eficácia da substância, já outros sugerem que o óleo pode ter o efeito contrário do desejado, como o da Universidade de Princeton (Nova Jersey, EUA).

O estudo, realizado com 224 voluntárias, mostrou que o óleo de coco pode ressecar determinados tipos de cabelos e deixá-los com aquela sensação frustrante de fios duros. 

A tricologista Viviane Coutinho não indica o óleo de coco para os pacientes que querem cuidar dos fios. 

“No uso na área capilar, nem todo cabelo responde bem. Por ter uma ação mais interna, foi visto que alguns cabelos ficaram ainda mais ressecados após o uso do óleo de coco, pois ocorre um grande preenchimento interno que impede a participação de outros elementos,  assim como água. E alguns apresentaram maior sensibilidade, coceira e até mesmo descamações no couro cabeludo, com presença de processos inflamatórios”, explica. 

Para não ficar na dúvida,  Viviane aconselha investir em bons óleos vegetais puros.

“Use os que apresentam ricas propriedades, que além de serem biocombustíveis com o couro e fios, equilibram a pele do couro, agindo diretamente na saúde da pele e em entrega de reposição lipídica, devolvendo emoliência e brilho para os cabelos“, aponta Viviane, que recomendou quatro óleos vegetais:

Óleo de macadâmia

Esse óleo apresenta alto teor de triglicerídeos, sendo 80% ácidos graxos monoinsaturados, 12% de ácidos graxos saturados e 4% de ácidos graxos poliinsaturados. Sendo assim, ele contribui na melhora da textura dos fios, além de deixá-los mais brilhantes e emolientes.

Óleo de jojoba 

Rico em vitaminas A, B e E, além de minerais, esse óleo tem alto poder nutritivo e hidratante. Por conta disso, torna-se um deleite para os cabelos, especialmente os ressecados e quebradiços. A jojoba também tem efeito antioxidante, protegendo o couro cabeludo de disfunções inflamatórias e irritações.  

Óleo de abacate

Apresenta alta concentração de vitamina E. Contém propriedades bactericidas, antivirais e anti séptica. Atua em inflamações da pele, ajuda na aceleração da cicatrização da pele e hidrata as madeixas.     

Óleo de semente de uva

Apresenta alto teor de ômegas e vitamina E. Quando aplicado no couro cabeludo, diminui caspa, queda e fortalece os fios e pode ser usado como reparador de pontas e é um ótimo protetor solar para os cabelos.

Por fim, a profissional também ensinou uma umectação caseira, que deve ser semanal. “Nos cabelos secos, passe o óleo vegetal mecha por mecha. Utilize, depois da aplicação, um pente para ajudar na absorção. Deixe 20 minutos agindo – podemos aproveitar esse tempo para massagear com as mãos, promovendo relaxamento, ou escutar uma meditação, por exemplo. O ideal é aproveitar para se desligar de todo esse estresse. Higienize com dois shampoos: um primeiro para retirada dos óleos e um segundo mais hidratante. Para fechar, passe condicionador”, completa.