Fale conosco

O que você está procurando?

Revista Atrevida

Beleza

Conheça os vários tipos de cabelos e como identificá-los

Confira essas dicas do especialista Luigi Moretto para identificar e cuidar do seu tipo de cabelo da melhor maneira possível

Conheça os vários tipos de cabelos e como identificá-los
Conheça os vários tipos de cabelos e como identificá-los (Foto: Reprodução/Pexels)

É apaixonada pelos cuidados capilares, mas não sabe identificar os vários tipos de cabelos? Então relaxa, porque como diz o hair stylist paulista Luigi Moretto: “Diga-me qual é o tipo dos seus fios, que te direi como cuidar deles“. Além disso, o especialista conta que os fios são sempre diferentes de uma cabeça para outra. E que cada um deles exige cuidados diferentes.

Assim, o especialista fez a classificação para ajudar a identificar cada um deles e dessa forma, usar os produtos mais indicados. Então confira:

Secos

É aquele cabelo com pouco brilho e quebradiço. Esse pode ser considerado um cabelo seco. São aqueles fios que não são sedosos, possuem pouca produção de gordura pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo, e por isso não o lubrificam até as pontas. Assim, eles necessitam sempre de uma boa hidratação“, avisa.

Esse tipo de cabelo pode ser assim por uma característica natural, como pode ser uma condição adquirida devido à exposição à poluição. Ou mesmo ao uso inadequado de produtos capilares, entre outras causas.

Para Luigi, os fios secos são mais vulneráveis aos agentes externos, como poluição, vento, sol e processos químicos, como as tinturas e os permanentes.

Para cuidar deles é importante utilizar diariamente um protetor térmico para blindá-los da ação de agentes agressores como sol, vento, calor, etc. Os produtos de uso “diário, devem ser as versões “sem sal”, além de uma rotina intensa de hidratação e evitar dormir com os fios molhados e preferir pentes de dentes largos ou escovas quadradas com hastes bem macias“, lembra.

Oleosos

O profissional fala que, ao contrario dos cabelos secos, aqui há uma produção excessiva de gordura pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo, por isso ficam com aspecto sujo muito rapidamente. “As donas dessa cabeleira devem evitar passar a mão nos cabelos com frequência. E devem se cuidar para utilizar água muito quente durante a lavagem, que pode potencializar ainda mais essa oleosidade“, recomenda.

Esses fios podem também serem uma característica natural, ou adquirida devido à pouca regularidade na higiene, ao uso inadequado de produtos capilares, exposição a ambientes muito úmidos ou com alto teor de vapores de gordura, entre outras causas.

Para cuidar deles, Luigi fala que é preciso atenção à utilização de condicionadores. “Evitar sempre o uso no couro cabeludo e aplicar sempre diretamente nas mãos e passado do comprimento até as pontas dos fios, sempre enxaguando bem para não deixar nenhum resíduo. Dispense a utilização de produtos do tipo 2 em 1 (xampu + condicionador), e principalmente cremes sem enxágue, ceras, pomadas, cremes para pentear, silicones e óleos em excesso”, revela.

Mistos

Cabelos mistos apresentam características de cabelos oleosos e secos. Ou seja, o couro cabeludo é oleoso e as pontas são ressecadas e, às vezes, duplas. “É o tipo de cabelo mais comum e também o mais difícil de tratar“, alerta Luigi.

A dica básica para esses cabelos é cuidar muito bem das pontas investindo em finalizadores como os leave-ins, produtos que protejam os fios de altas temperaturas e também dos raios UV. “Óleos reparadores também são muito úteis. Além disso, vale deixar de lado a água quente na hora de lavar e aparar as pontas a cada três meses no mínimo. E mantenha os tratamentos essenciais sempre em dia“, finaliza.